BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ídolomania, Filipomania, Whatever!

Estou completamente farta que me fodam os cornos, quando me dizem ou, que estou apaixonada pelo Filipe, ou que dou demasiada importância tanto a ele como o programa. Eu francamente nem sei porque me questionam e gostam de embirrar comigo perante os meus gostos. Adoram referir que cada um tem a sua opinião, mas quando é comigo, que supostamente é uma opinião oposta, acham muito estranho, eu valorizar tanto uma pessoa assim.

Sinceramente não percebo, tanta questão à volta disso. Estou-me a cagar para o que pensam de mim ou dos meus gostos. Logo eu idolatrar alguém não é da conta de ninguém. Talvez seja ridículo eu estar a escrever isto, ao fim de talvez meses sem pegar nisto, mas é algo que me revolta. Eu tenho o direito de sobrevaloriza-lo em relação aos outros. Mas não, rotulam-me como "pita histérica" ou "gostas do que os outros gostam" ou "tem olhos azuis".

Não tinha ídolos, então ultimamente muito menos, as pessoas cada vez me encantam menos. Detesto as pessoas no geral, e já agora também não quero ser vista como "anti-social", só porque digo isto. Para além da grande voz do Filipe, ele tem algo que é raro as pessoas têm. Humildade. É talvez hoje em dia, o que mais admiro em alguém. Conheço muito pouca gente humilde. Contrariamente conheço imensa gente, cheia de "ego em altas", que se sobrevalorizam em relação aos outros. É certo que é bom ter auto-estima mas tudo em quantidades certas. Eu já devo ter dito isto por aqui, mas como isto é escrito para mim, não me interessa. Mas na verdade até gosto de ver pessoas ditas "convencidas" a serem humilhadas e acordarem para a vida. Dá-me um gosto descomunal. É quase orgasmico. Talvez porque a segurança dos outros me torna ainda mais insegura. Mas enfim, não interessa.

Fico feliz porque se fez justiça. Felizmente não ganhou a Diana, que estava cheia de cunhas à sua volta, desde do Manuel Moura dos Santos, seu tio, bem como o Luís Jardim como padrasto, as suas tias... E um grande leque de familiares ligados à música. Foi tudo encaminhado para que ela ganhasse, a regra ridícula que criaram para salvar um concorrente, a publicidade na SIC em relação à Diana, que comparativamente ao Filipe, não foi nada equilibrada. A merda de falta de profissionalismo por parte de apresentadores a opinarem e influenciarem o público... Enfim... Muita coisa. Provavelmente só ganhou o Filipe, porque tudo isto que referi gerou grande polémica a nível cibernético, imprensa, etc. Porque até acredito numa manipulação de votos. Porque desde do início o Filipe foi o preferido, pela sua voz incomparável. A voz dele transmite me paz, harmonia, e acho que nunca disse isso em relação a ninguém. A Diana foi das menos populares, até a SIC querer dar a volta ao assunto e pelos vistos conseguiu. Não tirando o mérito à Diana, porque sabe cantar, embora, alguém que saiba cantar não grita nas partes mais altas/agudas, mas isso nem vou discutir.

Lendo isto, pareço uma fanática pelo Filipe e/ou pelo programa. Fanática não digo, mas valorizo muito a sua pessoa. Por ser diferente, cativou-me.

Em suma, estou a cagar para o que pensam, isto é, irrita-me, mas... No fundo tudo o que me dizem a credibilidade e respeito pelo que dizem é zero. Cheguei a um ponto que deixei de conseguir ser cínica. É algo que hoje me ultrapassa, coisa que em tempos, era regular.

Estou farta de pessoas. Valorizo somente os meus amigos, família, algumas pessoas simpáticas desconhecidas que encontro por aí, que até me fazem sentir bem, coisa rara também. Enfim, e valorizo mais ainda os animais.

Fico-me por aqui, quem não gostar, que se foda. Boa vida. Perdoem-me a revolta. Só consigo escrever quando estou assim, ao que parece. 

1 comentários:

Nancy Wilde disse...

Fixa um ponto no pano de fundo cor de camelo e vais sentir um relaxamento profundo...!!!

A Diana voltou para os malas!

ahahah!

quando te sentires insegura, faz sorriso de imbecil. acredita no que te digo... as pessoas ficarão tão intrigadas do género "que será que ela tá a observar/gozar em mim?" que se sentem incomodadas e por momentos atrapalhadas!