BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 29 de novembro de 2009

Viana do Castelo - A minha segunda cidade!




Viana... Para mim, é um escape, um retiro espiritual. Em Viana respira-se, como no Sul não se respira. O ambiente é húmido e fresco. Não me lembro de ver calçada no chão... E se há, é muito pouca. Acho uma cidade muito bonita e completa, tem mar/praia, rio, serra, cidade, comércio local (shopping) e não só... E o património histórico também é bastante rico. Bom... Isto parece quase uma critica ao Turismo do Alto Minho...Tal como tive de fazer na escola. Agora sem querer acabo por ver/pensar/analisar as cidades, com base nos pontos fortes do turísticos, enfim... Muitas horas de escola.
Mas... Viana para mim é uma cidade muito romântica no geral, eu acho. E acho que quem lá vai... As sensações estão todas elevadas ao expoente, ou então não...
Mas como em todo o lado e em tudo na vida... Nada é perfeito. Lamento, as pessoas do Norte, no geral, serem extremamente conservadoras, algo... que transcende e ultrapassa. A Religião acima de tudo e um leque de coisas que agora não me apetece perder muito tempo a falar, que... para mim que moro no Algarve... Não me entra na cabeça. Lamento dizer também, os queridos nortenhos, que no fundo são um povo que acho no geral muito simpático e hospitaleiro, isso não posso negar, mas... Julgam que a Capital de Portugal é o Porto... Ou que o Porto é superior à Capital de Portugal, Lisboa, o que acho um pouco difícil, uma vez... que é em Lisboa que estão todos os requisitos. Esteticamente... Aí, talvez seja discutível. Ou não, os gostos não se discutem.
Não me vou alongar mais, queria era escrever sobre Viana, tirando a religião que me persegue e não há respeito perante quem não é, a cidade... em si, para mim é fantástica para uma temporada.




Entre sombras misteriosas
em rompendo ao longe estrelas
trocaremos nossas rosas
para depois esquecê-las.

Se o meu sangue não me engana
como engana a fantasia
havemos de ir a Viana
ó meu amor de algum dia
ó meu amor de algum dia
havemos de ir a Viana
se o meu sangue não me engana
havemos de ir a Viana.
Partamos de flor ao peito
que o amor é como o vento
quem pára perde-lhe o jeito
e morre a todo o momento.

Se o meu sangue não me engana
como engana a fantasia
havemos de ir a Viana
ó meu amor de algum dia
ó meu amor de algum dia
havemos de ir a Viana
se o meu sangue não me engana
havemos de ir a Viana.
Ciganos, verdes ciganos
deixai-me com esta crença
os pecados têm vinte anos
os remorsos têm oitenta.

1 comentários:

Nancy Wilde disse...

"havemos de ir a Viana.
Ciganos, verdes ciganos"
isto diz tudo sobre a tua zona... ;)
ciganos de ouro.
Alegria! ELE BRINCA!
vira valseado.

quantos gaijos fodestes em biana, moura?